mascaracarnaval-tricae02

O Carnaval em Outros Países

Para festejar o Carnaval, cada cidade brinca de maneira diferente, de acordo com seus costumes.  O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é originário da sociedade vitoriana do século XIX sendo  que Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo fazendo com que outras cidades se inspirassem nos parisienses  para implantar suas festas carnavalescas. Seguem abaixo algumas das  principais comemorações do carnaval pelo mundo .

Na Inglaterra acontece o Shroveitide (shrive que significa confessar pecados) no mesmo  período do carnaval brasileiro.

Na França, na cidade de Nice, os pontos altos do Carnaval são os bonecos gigantescos feitos com papel  machê, as festas de rua e a famosa Batalha das Flores onde, as flores utilizadas para enfeitar os carros alegóricos, são jogadas  nos observadores do  cortejo que atravessa  a Promenade  des  Anglais. A  brincadeira  vem desde 1876, quando os foliões desfilavam em carruagens decoradas e trocavam buquês entre si.

Nos Estados Unidos o Carnaval se resume basicamente na celebração do Mardi Grass (Terça-Feira Gorda) , sendo que o mais tradicional deles  acontece em New Orleans, na Louisiana desde 1857.  Durante o Mardi Grass, desfilam pelas ruas da cidade mais de 50 agremiações sendo que a mais conhecida é a do Bacchus, que  possui gigantescos e originais carros alegóricos e desfila em meio a uma mistura de estilos musicais, essencialmente de origem negra, onde as bandas de jazz se sobressaem. Existe também uma tradição bem particular nesta festa que é a distribuição de colares de contas coloridos, símbolos da festa, para quem mostrar os seios.

Na Alemanha a celebração do Carnaval acontece em pleno inverno, marca o que os alemães chamam de a “quinta estação do ano”.  A mais tradicional é a da cidade de Bonn  onde se  organizam desfiles com pessoas fantasiadas de época e segundo dizem, o diabo fica solto, por isso as pessoas usam máscaras para esconder seus rostos. Em Colônia, as festas começam em novembro,  mais especificamente às 11h11 do dia 11 de novembro (11º mês do ano) e se estendem até a quarta-feira de Cinzas.

O carnaval de Veneza foi, por muito tempo, um dos mais fortes e alegres do mundo. Durante o período do carnaval eram desenvolvidos bailes e festas nas praças e ruas da cidade, onde  as mulheres se apresentavam com vestidos longos muito enfeitados e os homens com roupas de seda preta e chapéus de três pontas, todos usando as máscaras , que remontam desde a época em que os nobres gostavam de se divertir e se disfarçavam, escondendo seus rostos atrás  delas. Hoje a cidade fica com uma aparência de baile de máscaras a “céu aberto”, onde  ricos e pobres se unem. As festas são celebradas no interior de palácios muito antigos  com direito a máscaras e fantasias super requintadas além de acontecerem grandes bailes, concertos, danças e desfiles.

O ponto alto do Carnaval na Suíça é na  Basiléia.  A folia tem início na segunda-feira, antes da quarta de cinzas, aproximadamente às 4h da manhã, com o Morgestraich. Nesta hora  todas as luzes se apagam e grupos fantasiados  desfilam com lanternas pelo centro da cidade ao som de músicas carnavalescas com flautas e tambores.

No Equador o Carnaval dura duas semanas e acontecem desfiles com carros alegóricos feitos com todos os tipos de flores e frutas além disso as pessoas  vão para as praias jogar balões de água em amigos e também em pessoas desconhecidas..

No Canadá,  o maior Carnaval de inverno do mundo acontece na  cidade de Quebec e dura três semanas. Neste período  acontecem  concertos musicais, esculturas de neve, paradas noturnas e atividades esportivas, como  competição de canoas e pesca no gelo. Apesar dos 10 graus negativos,   a comemoração costuma atrair milhares de pessoas do mundo todo.

No Japão,  o Carnaval  é conhecido por  Asakusa  Samba Carnival.  As pessoas saem nas ruas para curtir a folia com samba no pé  e a festa tem carros alegóricos, ala das baianas, samba cantado em português e até passistas vestindo roupas importadas do Brasil.

Na Eslovênia, o Carnaval é muito diversificado e rico sendo que o  personagem mais popular da folia é o Kurent, uma fantasia com uma máscara monstruosa e demoníaca. Acontecem desfiles dessas máscaras numa mistura de celebrações ocidentais e o antigo paganismo eslavo. Na quarta-feira de cinzas ocorre o enterro do pust, um boneco que simboliza todos os males.

Na República Dominicana  o Carnaval  é na verdade um show de identidade cultural que inclui muitos aspectos da sociedade dominicana, com muito colorido e com a brincadeira tradicional dos demônios que perseguem as pessoas que cruzam seus caminhos.

Na Colômbia  , nas cidades de Bogotá e Barranquilla, acontecem eventos típicos e espetáculos com danças e ritmos folclóricos como a  cúmbia, pito, gaita, salsa, fandango, mapalé e merecumbé.  A festa ,  considerada “Obra Mestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade” pela Unesco, tem seu ápice no sábado anterior à quaresma, com a Batalha das Flores.

No Haiti, no Carnaval acontecem canções satíricas onde os haitianos aproveitam para protestar a respeito de tudo . É uma tradição antiga porém com a abertura política no país, a sátira carnavalesca se tornou mais escancarada.

Já se preparou para o Carnaval brasileiro? Na Animafest você encontra fantasias, decorações, acessórios, tudo para brincar o Carnaval. Confira!

Compartilhar no Google Plus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *